RSS Feed

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Today

Eu não lembro se já postei esse texto da Tati aqui, mas eu reli ele hoje e achei minha cara para o dia, então, lá vai...

"Sou pessoa de dentro pra fora. Minha beleza está na minha essência e no meu caráter. Acredito em sonhos, não em utopia. Mas quando sonho, sonho alto. Estou aqui é pra viver, cair, aprender, levantar e seguir em frente.


Sou isso hoje...

Amanhã, já me reinventei.

Reinvento-me sempre que a vida pede um pouco mais de mim.

Sou complexa, sou mistura, sou mulher com cara de menina... E vice-versa. Me perco, me procuro e me acho. E quando necessário, enlouqueço e deixo rolar...

Não me dôo pela metade, não sou tua meio amiga nem teu quase amor. Ou sou tudo ou sou nada. Não suporto meio termos. Sou boba, mas não sou burra. Ingênua, mas não santa. Sou pessoa de riso fácil...e choro também!"



Tati Bernardi

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Assim...

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

O que te intriga?


Crônicas sobre Sentimentos e Intrigas


Tudo na vida é intrigante! Se não, não nos entregaríamos de verdade.

Se não for verdadeiro, então... Para que se entregar?

Mas, a que ponto é sóbrio e virtuoso passar dos limites com quem te faz bem e te quer bem e não te quer por completo...

Seria apenas uma noite

Ou um dia... Ou tarde ou momentos...

Por que sempre nos referimos à noite para algo como paixão e entrega? Existem momentos bons e momentos ainda mais tristes no dia. E se lembrarmos; esse é maior e mais claro. Ou;

Seria quem sabe uma túnica escura que temos noção de quem é e do que é capaz.



Embora, você tenha esquecido os óculos e a névoa dessas brumas em suas vistas te presenteie com preconceitos e medos;

Essa realidade é vivenciada no nosso dia a dia. Com tanta força, com tanta gana que nos esquecemos de guardar alguns minutos para sonhar...

Talvez por isso tudo que é lembrado como "carnalmente apaixonante" faça alusão á noite... O tempo do sonho e do sono se me reservo o direito de mudar a seqüência, já estaria pago dessa forma.

Pago... Que preço deve ser pago para o amor?



Será que existem sociais, fundão, galeria e ala vip em nossos corações? Se existem quanto deve custar o passe para o amor verdadeiro? Se ele também existir...

Más, é claro que existe! Com ou sem túnica. Ouvimos a frase "eu te aaaaamo" a todo instante... E se é dito, é por que existe claro...

Está guardado dentro de nós... Más, tão bem guardado, tão bem escondido que a própria ala vip permanece fechada. Más, só para não membros.

Só esperando por esse sentimento. Então, claro que nós somos capazes de amar! Só não sabemos qual rua leva a essa determinada ala no estádio.

Onde o estágio momentâneo chamado "início" ás vezes é perdido e só entramos na hora dos pênaltis.

Daí, você reclama por que está no fundão; perdeu o melhor momento... O de ser apresentado ao jogador ou jogadora.

Más, não! "A BOLA é a mais importante e já sei como ela é"... Bola é tudo igual...

Pessoas são diferentes





Augusto Jatobá

Tudo, um presente !!


Quando eu soube que era adotada tinha apenas 12 anos, é um momento duro, confesso, como se toda uma vida (até parece que 12 anos é toda uma vida, né?), mas é bem assim que parece, toda a sua vida não era como você imaginava.



Eu soube pelo meu irmão mais velho, não pelos meus pais, mas foi menos doloroso quanto esperava, não desconfiava de nada, até aquele momento, não foi uma sensação de que meu mundo caiu, mas a sensação de: COMO PODE?


Sabe o que é mais estranho? Depois dalí, tudo pareceu diferente!


Nunca quis saber nada sobre as pessoas que me fizeram, nunca quis saber literalmente nada. Não me senti revoltada ou coisa parecida como um bando de gente por ai reage geralmente.


Sabe por quê?


Porque eu poderia está vivendo uma vida muito pior, poderia está debaixo de uma ponte, passando fome, vivendo na rua, disponível livremente para tantas maldades que o mundo nos proporciona mesmo tendo uma grande família, mas eu poderia está vivendo a cada uma delas.


Meus PAIS (não vou chamá-los de adotivos porque pra mim eles são os meus verdadeiros) hoje divorciados, pessoas que me viram crescer, que perderam noites ao meu lado quando eu estive doente, que me deram a ótima educação que tenho hoje, construíram todos os princípios e virtudes que me completam a cada dia, disponibilizaram horas das suas vidas para que eu, um ser “desconhecido” fosse se fazendo conhecer na vida deles e eu os amo por isso..


Tive oportunidade que poucos têm, desfruto e desfrutei de uma vida maravilhosa, hoje moro em São Paulo e estou longe deles, mas sei que eles fizeram um grande trabalho em minha vida, me encontro no status de bacharel em Direito construindo meus próprios caminhos agora, tentando me fazer alguém bem mais que “a filha deles” no mundo, sei que eles torcem por mim diariamente para que eu consiga chegar lá, que sofrem com os meus erros e com meus sofrimentos, entretanto também festejam comigo as minhas conquistas.


Sinto falta de ter tido mais carinho, mas não posso culpá-los, cada um faz o que pode, deram-me o carinho que conseguiram e da melhor forma que puderam, espero um dia recompensá-los de uma maneira grandiosa, todo o desprendimento, noites de oração, cuidado, todos os gastos mesmo depois de formada e morando longe, porque eles me ajudam para que eu não venha a sentir falta de nada.


Tenho que agradecer particularmente a minha mãe, a MELHOR mulher do mundo, por ter me escolhido juntamente com meu irmão Mauricio no dia que me viram, por tentar me fazer sempre sentir incluída mesmo que algumas vezes eu me sinta diferente (coisas da minha cabeça idiota, na verdade me sinto excluída do mundo inteiro quase sempre), pelo amor dado a mim do jeito que ela melhor soube dar, não fui a preferida, mas eu fui amada ainda assim. Peço perdão por não ter sido exatamente como ela planejou, por não seguir tudo que ela esperou pra mim, mas sei que estou fazendo o que meu coração manda, almejo colher bons frutos disso tudo um dia!!


Agradeço a meu pai mesmo sabendo que não me quis, que até os meus 12 anos foi o melhor pai do mundo, foi o meu herói, me fez parecer preferida, brigou por mim, foi carinhoso e me fez ter a real noção de como é ter um pai.


Mal o via quando ainda morava em Salvador, agora menos ainda morando distante, nos falamos por e-mail e por telefone (quando eu ligo), sinto falta do amigo do passado, do meu herói que não era das histórias em quadrinhos, sinto falta de como ele me fazia sentir especial quando dançava balé para ele enquanto tocava a 5ª sinfonia de Bethoven, como uma princesinha daqueles de conto de fada.


Quanta coisa acontece numa vida, não é mesmo??


Estou construindo a minha aos poucos, vendo novos violões e heróis a todo tempo, dando valor a quem realmente merece e me arrependendo do valor que não deu outrora a quem de fato deveria.


Tenho orgulho da pessoa que me tornei, da família NORMAL que tenho, continuo sentindo falta de um pouco de carinho, mas Deus me deu Galileu (meu cachorro) para que isso fosse amenizado, Galileu MEU FILHO, que amo com um amor fora do comum, não sou uma mãe tão carinhosa e nem sempre tenho paciência, mas todo amor que tenho, dou a ele todos os dias.


Obrigado Deus, por ter me dado todas essas coisas, por cuidar de mim com um amor todo SEU, mesmo que eu não mereça nem um pouco, a SUA misericórdia já me faz querer viver sempre um pouco mais.







Se unir...

Quando decidimos nos unir a alguém, o que realmente buscamos??


O chamado casamento dos sonhos de qualquer pessoa, ser amada pelo que é e que tudo isso dure pra sempre, suponho eu.


Um dia acordamos e simplesmente sabemos que era a pessoa certa, aquela que muda o dia inteirinho com qualquer gesto bobo, ou em demasia...


Amar é uma coisa engraçada, somos constantes bobos da corte de alguém, sabia?


Quando correspondidos vale infinitamente a pena, mas quando não, ahhhh, quando não, somos um joguete na mão do destino, na espera de que mude o jogo.


Eu costumo pensar que estou sempre fazendo o certo, amar é o que sou, tem gente que nem consegue amar, então sou privilegiada, tenho o melhor dos dons do mundo inteiro, o amor sincero é pra poucos, e eu me orgulho de fazer parte desse time.


Se unir a alguém é uma certeza, porque não se pode simplesmente decidir sem medir as conseqüências, amar é uma verdade que muda toda passividade de se viver, os dias ficam mais longos ou mais curtos, mais escuros ou mais coloridos, mais frios ou mais calorosos, aí está, está pronta para essa onda de mudanças repentinas?


Dias lindos de romantismo, mas também de sobriedade, certeza incerta, uma hora você tem vontade de morrer por ela, sem ela e por está com ela...tudo em um mesmo momento.


Talvez seja a graça de se amar, unir-se porque o sentimento é grande e doido demais, porque faz você querer o doce e o salgado ao mesmo tempo, ou uma hora está muito quente ou muito frio, e assim por diante...


Está pronto para acordar e dormir com alguém que muda parte do seu dia ou o seu dia todinho?


Que é tão diferente de você, que entende que algo é sólido, e você só vê liquido?


Que fará o seu dia ter um tom tão ensolarado que ofuscara a sua visão da vida, só porque está com ela tem uma tonalidade diferente?


Está com ela 24h do seu dia é uma certeza que você precisa ter, independente do que dará no futuro, estar certa que é com ela que você quer passar os melhores e piores momentos de uma vida. O amor tem suas dores, não se esqueça.


Nada é tão pacifico!


Estar é um verbo cheio de complexividades, que conota não só um estado físico, psíquico, mas um estado espírito.


Estar apaixonado;


Estar triste;


Estar cego;


Estar com alguém – psíquico, físico e espiritual!


Daí vem toda a loucura, não é só um estado, são todos em um só! Estar convivendo com alguém, estar namorando alguém e estar cegamente apaixonado por alguém, junta-se tudo isso e está consumado o “problema” ou a delicia.


Seja quão doce for o amor, estar com alguém, unido a alguém é um passo importante, requer uma certeza iluminada e gloriosa, não o faça se não estiver certo que entenderá “quase” que toda complexividade de se amar. Afinal o amor tem sim suas complexividade e peculiaridades, mesmo que esteja em nós e não necessariamente no sentimento.


E se estiver certo meu amigo...


Se entregue a esse turbilhão de mudanças e simplesmente ame!
























Ela


Ela





Sabe aquele tipo de pessoa que vai de 8 a 80 em questão de tempo?


Que faz você querer pular de um prédio se for para estar com ela?


Pela qual você pensa em mudar toda a sua vida se ela fizer parte?


Com ela o escuro fica claro e o claro fica escuro, sua vida tem toda a graça quando ela sorri e o “Oi” dela soa melhor de que qualquer outra palavra...


Já apareceu alguém como ela na sua vida?


Ela tem toda a beleza do mundo contido no seu corpo, e olha que Deus fez coisas maravilhosas, mas nada comparada a ela, ela, Ele fez num capricho fora do comum...


Ela com toda certeza é a primeira maravilha, me desculpe o que está declarado por aí, mas como ela não tem nada igual.


Ainda me assusta tudo que descubro dela diariamente, coisas que eu adoro aprender e reconhecer, mas também coisas que eu não quero nem sonhar, minha cabeça vai de 1 a 1 milhão quando o assunto é ela.


Perco-me e me acho em segundos, entendo o porquê de está com ela e também me questiono sobre o mesmo. Ela simplesmente me confunde às vezes, num misto de certeza e medo, mas nada disso tira a beleza inebriante que ela tem.


Com certeza qualquer um ou uma morreria por ela, ela atrai o mundo inteiro com um jeito que só ela tem, isso não me faz ser tão exclusiva quanto supus, mas uma coisa é fato, quem dorme e acorda ao lado dela todas as noites e manhãs sou eu, acredito que isso faz TODA diferença!!


Onde será que ela esconde tanto charme?


Por que ela escolheu a mim?


Apesar de achar que qualquer um desempenharia bem o papel...


A verdade é que nada dessas perguntas eu sei responder (nem faz diferença também!).


O fato de ser ela e estar com ela já é o suficiente, e se um dia eu não tê-la mais, saberei que como “poucos”(mesmo que não sejam tão poucos assim, mas usarei esse termo como uma licença poética que só os apaixonados tem ousadia para tal), tive o prazer de fazer parte do mundo surreal dela, de amá-la como “poucos”, de possuí-la como “poucos” e de aprende-la como poucos, mesmo que quase sempre tenha a sensação que ela se reinventa todos os dias, como se eu tivesse acabado de conhecê-la, no final tudo isso vale a pena pelo contentamento do momento.


Resumo da ópera é que, toda graça disso está em ela ser um tudo no meio do nada.

Construa seu castelo

Estava assistindo o filme “Carta para Julieta” agora à tarde, que fala que pro amor nunca é tarde, realmente para o amor nunca é tarde, mas precisamos ser estimulados a amar, sentimento regado diariamente.



Acredito no idealismo do tempo, no poder do amor, mas acredito bem mais em ser estimulado a amar...


Por que digo isso?


Do que adianta passar anos da sua vida ou até mesmo apenas meses amando, quem não te estimula (agora nada tem haver com o filme, ta?)?


Queremos ser príncipes e princesas de alguém, sabia?


Sei que vai soar brega, clichê, mas é a mais pura verdade. O que mantém o amor vivo são os pequenos detalhes, os pequenos afagos, aquelas coisas que nem todo mundo se dar o trabalho de notar. Nunca foram os grandes momentos, não são eles que mantêm realmente a chama do amor inflamada.


É sim, aquele eu te amo fora de hora e nas horas mais absurdas, aquele: - eu queria tanto... (não importa o que, mas o mais sincero).


Eu quero sim, ser a princesa de alguém, quero que os dias não tenham graça sem mim, quero equivaler a o algo essencial por muitas vezes, quero me sentir amada, amada no sentido grandioso de amar, meio que quase adorada.


Ah! Se muitos soubessem que o que queremos(falo enquanto mulher, claro.) é tão pouco, cabe numa lista de quase 10 coisas...


Sabe aquele bom dia sorrindo quando acorda?


Sabe aquela ligação no meio do dia sem esperar?


Sabe pequenos elogios quando não tem pra quê?


Sabe quando se muda algo só porque a pessoa que a gente ama vai achar o máximo? Sabe aquelas coisas que parecem nada?


São coisas assim que dão sentido a tudo!


E assim construímos um castelo dentro de nós, de pequenas pedras que materializam a certeza de que amar vale e sempre valerá a pena.


Eu particularmente sou uma adolescente quando o assunto é amor, quero aquele amor de conto de fadas, que a rotina, o costume, o comodismo não estraga, não enche de poeira, ou mofo e não se esmigalha com o tempo.


Quero o amor fácil de sentir, quero o meu amor regado todas as manhãs e todo anoitecer, quero acreditar que realmente nunca é tarde para se amar, ou que o amor seja vivenciado e qualificado todos os dias com ISO 9000000000000 e muita coisa.


Prove de um amor bem cultivado e com toda certeza terá uma grande safra de perfeito sentimento.





A inconstância


Eu pinto minha casa de amarelo e por que não ser azul amanhã?



A inconstância tem lá sua grandiosidade quando falamos de mudanças que apregoam bons frutos, uma cor que não se gosta mais, já se cansou, desbotou e simplesmente se quer uma cor mais alegre, ou mais sóbria, que seja.


Mas eu realmente tenho medo da inconstância dos sentimentos, das promessas, dos planos, eu não sou muito segura quando o assunto é outro ser humano, sabe o porquê disso? Não é fácil superar, és a parte difícil da brincadeira.


Hoje eu amo todos seus defeitos e qualidades, até aparecer alguém com mais qualidades momentâneas que você, ou até mesmo se descobrir que lá no passado tem alguém que você nunca deu o real valor quando teve.


Como ficamos agora?


Competição de qualidades, ex-qualidades não vistas, defeitos fofos e coisas assim...


Confiar no que não se pode prever?


Você hoje está apaixonadamente cego de amor, e os defeitos dela são os mais lindos e a qualidades então, inquestionáveis, mas até quando?


É esse quando, que me assusta, coloca-me em sinal de alerta constantemente, e você me pergunta: como viver assim? (assim sobressaltada). A palavra é realmente essa, sobressaltada, a espera que a inconstância faça parte a qualquer momento dessa brincadeira gostosa que é amar.


Que ela apareça a qualquer instante e faça do paraíso antes visto, o mais horrendo dos infernos astrais.


E o que se poderá fazer?


Acho que o que resta a qualquer de nós MORTAIS, é seguir em frente e esperar mais uma nova inconstância que nos tire do fundo do lago.


Quantos corações partidos eu já vi pela inconstância que nos pega a espreita, que quando menos esperamos está lá, mudando tudo e destruindo os castelos construídos durante tanto tempo.


É dela que eu tenho medo, não do que sou, dos meus defeitos que são meus, das minhas qualidades que me solidificam enquanto ser especial, mas sim, de que a qualquer instante isso não faça mais diferença pra alguém, simplesmente porque se quis mudar a arrumação da casa que era “aparentemente” perfeita.


Então vai uma dica de quem já teve o coração partido por muitas vezes e que também já partiu um coração: viva! Viva hoje como se amanhã não existisse, como fosse uma mosca cujo viver tem duração de apenas um dia, 24h. Não espere muito, ou se esperar não diga, guarde apenas pra você, pelo menos terá a certeza que você se enganou sozinha, e esperou no SEU relógio que o dia trouxesse algo que ficasse para sempre!